55 3242 5545
pousadapitangueiras@hotmail.com

32ª Campereada reúne emoção e atrativos para a Fronteira

32ª Campereada reúne emoção e atrativos para a Fronteira

Comunidade comparece em peso no evento, e domingo fecha o dia com provas de tirar o fôlego

Durante a semana, o santanense pôde desfrutar das atividades previstas pela 32ª Campereada Internacional. O evento que nasceu de uma divergência sobre a Confederação de Prova de Laço, se mostrou maduro no decorrer dos dias e quem levou a melhor, no final, foi o público que compareceu em cheio nas provas e festividades.

As ruas que cortam os acampamentos mostraram a cultura gaúcha em todas as idades e formas. O carvão dos churrascos de chão ou mesmo dos mais modernos não parou de queimar um instante, e quem se fez presente pôde apreciar momentos importantes para a tradição.

O truco chamou a atenção de quem passava pelo local. Gritos eufóricos a cada jogada ou mesmo a concentração para o laço mostraram a tradição sendo levada a sério. Toda essa junção de tradições num único lugar, deixou o evento ainda mais atrativo. A música foi uma atração à parte, de um acampamento para o outro se podiam ouvir cantos gaúchos.

DOMINGO

O último dia do evento trouxe emoção e ansiedade para o público presente na festa. O show à parte foi a prova de laço nas séries “A” e “B”. O público presente lotou as arquibancadas e quem não conseguiu espaço, se apertou nas grades para ver os santanenses na luta por um prêmio.

A emoção durante a narração da última prova pela disputa de um carro zero, levou o próprio narrador Mateus da Terra às lágrimas com a apresentação das duplas finais, dentre elas os santanenses Maurício e Jonatan da Costa. O microfone precisou ser passado para outra pessoa, pois a emoção tirou a voz do jovem apresentador.

Nos momentos finais da disputa, o prêmio do carro zero ficou nas mãos de duas duplas, José Brum e Marcos; Fabrício Alves e Vagner Andrade. Livramento estava fora da disputa depois de uma apresentação espetacular. Para surpresa de todos, as duplas desistiram da disputa final e resolveram dividir o prêmio: uma prova de companheirismo na cultura gaúcha. O público de mais de 50 mil pessoas se fez presente até os minutos finais da Campereada.