55 3242 5545
pousadapitangueiras@hotmail.com

7 dias para resgatar o amor pelo Brasil

7 dias para resgatar o amor pelo Brasil

Teve início, ontem, após solenidade cívico-militar na praça General Osório, pela manhã, a Semana da Pátria
Uma solenidade na manhã de ontem, na praça General Osório, abriu a Semana da Pátria. Autoridades civis e militares participaram do ato oficial que iniciou com a execução do Hino Nacional Brasileiro, a cargo da Fanfarra do 7º Regimento de Cavalaria Mecanizado.
As bandeiras foram hasteadas, sob responsabilidade, respectivamente, do prefeito Glauber Lima (pavilhão de Sant’ Ana do Livramento), do presidente da Câmara Gilbert Gisler (bandeira do Mercosul), do tenente coronel Juarez Guina Fachina Junior (Bandeira do Brasil e do capitão Laerte Soares Maciel, representando o comando do 2º RP Mon (Bandeira do Rio Grande do Sul).
O comandante do 7º Regimento de Cavalaria Mecanizado e Guarnição Federal em Livramento, tenente coronel Guina falou sobre a importância de resgatar os valores patrióticos, recordando que a materialização do civismo deve ocorrer sempre, especialmente, no dia 7 de Setembro.
“Nossa Pátria não deve ser exaltada apenas em uma semana, e sim, em nosso dia a dia. Temos o ano inteiro para exaltar a nossa Pátria. Fazemos isso em algumas oportunidades, quando apoiamos as escolas, e onde fazemos o hasteamento do pavilhão nacional e cantamos o nosso hino. Estaremos apoiando, dentro da possibilidade, estas atividades, para que nossa pátria seja reverenciada durante os 365 dias do ano” – ressaltou.
Após o hasteamento dos pavilhões, Guina, Gisler e Glauber Lima acenderam o Fogo Simbólico, que chegou à praça levado por atletas do 7º RC Mec, 2ª Bateria de Artilharia Antiaérea e do Clube de Orientação da Fronteira (Cofron). A centelha foi entregue, sob guarda, em Livramento, no dia 28 por militares e servidores federais que participaram da 77ª Corrida do Fogo Simbólico Pátrio.
Glauber Lima discursou destacando a honra em dar início a mais uma Semana da Pátria e frisou a importância de reafirmar as conquistas desde a Independência do Brasil. “Precisamos ter o sentido de Pátria, reafirmar a necessidade e a importância do reconhecimento do valor desse território, múltiplo em riquezas e que para nós é motivo de muito orgulho”, encerrou.
A Liga da Defesa Nacional propôs os seguintes temas para as comemorações cívicas deste ano: Amazônia: Patrimônio Brasileiro” como tema nacional; Meu jeito de ser brasileiro como tema estadual; O Centenário de Lupicínio Rodrigues para homenagens regionais; e, em Livramento, Os Bons Ventos da Fronteira.
A Liga, desde a sua criação, tem como objetivo difundir e incrementar o civismo, promover e incentivar o culto aos símbolos nacionais, preservando os heróis e figuras ilustres da história.